Sem categoria

Digitalização de empresas: como descobrir se está na hora do seu negócio entrar no mundo digital?

A digitalização de empresas já é uma realidade no mundo há décadas. Mas, com a crise da Covid-19, se tornou uma questão de necessidade para a sobrevivência de muitos negócios no Brasil e no mundo levar a loja física também para o online .

Porém, estar presente no mundo digital não é algo que pode ser feito da noite para o dia. Isso porque a digitalização de empresas é uma etapa de um processo muito maior que é o de transformação digital.

Quer levar sua empresa tradicional para o mundo virtual, mas está na dúvida se é o momento certo? Confira este post Marketagem porque você vai descobrir quais os principais indícios que mostram que a hora de digitalizar sua empresa está chegando.   

Analise sua empresa como um todo e avalie os processos atuais dela

Softwares, aplicativos (apps), complementos, extensões e tecnologia na nuvem já fazem parte da rotina da sua empresa? Caso a resposta seja positiva, então é um primeiro indício que seu negócio está apto a operar no digital também. 

Antes de fazer a digitalização da empresa é importante ter em mente que não se trata apenas de criar a área de Marketing Digital

Para você obter bons resultados, é importante que toda a sua empresa esteja digitalizada para que já exista uma cultura de digitalzação, antes mesmo de fazer seu perfil comercial no Instagram ou criar um site da marca.  

Isso porque a presença digital gera oportunidades de negócios também com um novo tipo de consumidor: o internauta/usuário. E ele está acostumado a uma jornada de compra diferenciada e tem comportamentos diferentes de quem só compra na loja física como:

  • Pesquisa muito na internet para tomar decisão de compra (mesmo que compre em loja fisica)
  • Espera ter opção de atendimento online (não exatamente um chatbot, mas pelo menos, um SAC 2.0 humanizado e eficiente)
  • Compra online e offline
  • Recebe emails marketing (inclusive transacionais)
  • Avalia produtos, serviços e experiências pelas redes sociais e sites
  • Envia comprovantes pelo WhatsApp, Direct ou Facebook Messenger e recebe nota fiscal eletrônica por email
  • Entre muitas outras ações fundamentais que passam pelo digital sem ter a ver diretamente com o Marketing 

Por esse motivo seu negócio como um todo precisa estar adaptado para uma transformação digital específica como a criação de um perfil no Instagram ou um site da marca.

Entenda se o seu negócio tem condição de realizar entregas no digital com a mesma qualidade que faz na loja física

Sua empresa dá conta de atender bem, muito mais clientes, do que tem atualmente na loja física? 

Embora a digitalização de empresas não vá triplicar sua quantidade de consumidores de forma imediata, é importante planejar esse crescimento para manter a saúde financeira do seu negócio. Portanto se pergunte:

  • Quais ferramentas de Marketing Digital  e de outras áreas (CRM, ERP, etc.) sua empresa vai precisar contratar para o processo de digitalização?
  • Quais os custos com treinamento da sua equipe?
  • Precisa contratar mais gente para dar conta do atendimento online? 
  • Precisa de ajuda de especialistas em Marketing Digital e Vendas para conseguir entrar no digital e se manter no início? 
  • E por aí vai…

Existem diferentes ferramentas para ajudar empresas que estão no online. Elas facilitam do cruzamento de dados à gestão de tarefas. Da estratégia à execução e até mesmo a entender melhor seu público-alvo por meio de pesquisas de marketing e criação de personas

Mas, isso vai demandar treinamento e preparo das suas equipes que precisarão estar mais integradas do que nunca para realizar entregas de valor e atender bem os consumidores-usuários.

E não apenas em relação às ferramentas e aos processos, mas é necessário toda uma mudança de mindset para lidar com a nova realidade da empresa: ser digital. 

Portanto se o seu negócio já está passando por um update completo para atrair, conquistar e fidelizar clientes também no online, então esse é um outro forte indício que está apto para se tornar uma empresa digitalizada.

Descubra se o seu público-alvo está também no online

Além da mudança na operação em si, a própria cultura organizacional precisará ser transformada em uma cultura digital. 

Isso porque será preciso mais do que nunca entender o seu target para oferecer uma boa experiência do usuário para ele. O que ajuda, não apenas nas vendas online, mas na fidelização de clientes e desenvolvimento de embaixadores da marca. 

Confira alguns dados fundamentais que você precisa saber do seu público-alvo antes de ir para o digital:

  • Dores
  • Necessidades
  • Comportamentos
  • Expectativas
  • Dados demográficos
  • Dados socioeconômicos
  • Entre outras informações relevantes

Dessa forma é mais fácil entender as demandas dos seus clientes e prospects. E até mesmo tomar decisões estratégicas em relação ao Marketing Digital e Vendas com base no negócio como um todo.

Lembre-se: um dos fatores que mostram que vale a pena digitalizar sua empresa é quando o público-alvo, não só está nas redes sociais e navegando na internet, mas principalmente quando seu target realiza compra de produtos online como os que seu negócio oferece.

Portanto fazer pesquisas de marketing digital antes da digitalização costuma ser algo estratégico. A pesquisa de mercado é uma delas, mas existem outras que também são importantes,

Encare o digital como complemento da loja física 

Antes de levar sua empresa para o digital, é preciso ter certeza que o seu pessoal está entendendo que o site de vendas online e as redes sociais não chegaram para tirar empregos ou simplesmente trazer mais demandas. E sim para ajudar a vender mais.

Por esse motivo a mudança de mindset é tão importante. É indispensável antes de entrar com tudo no meio digital, que os colaboradores e equipes estejam compreendendo que hoje em dia a jornada do cliente é omnichannel

Ou seja, a pessoa pesquisa no Google sobre o produto ou serviço que deseja adquirir. Lê diversos conteúdos em blogs para descobrir qual modelo é o melhor para o seu caso específico e até pede recomendações nas redes sociais.

E quando tem certeza do que quer comprar, ai sim ou vai até a loja física ou a loja virtual.  Mas, antes de realizar a transação, é cada vez mais comum que as pessoas vão até a loja tradicional para conhecer o que pretende adqurir de perto ou experimentar.

Sendo que essa compra pode ser concretizada por lá mesmo (normalmente quando o consumidor quer o produto ou serviço na hora) ou pela internet (quando a pessoa não se importa de esperar a entrega). 

Portanto, nos dias de hoje, o processo de compra pode começar no online e terminar na loja física ou começar no offline e ser concretizada no online.

Aprenda a aumentar suas vendas online com a consultoria Vendas B2B Marketagem

Defina os canais de Marketing Digital que vale a pena investir 

Mesmo não estando efetivamente no online, saber quais canais de Marketing Digital vale a pena investir no caso específico do seu negócio faz toda a diferença. Isso porque antes de criar o site ou entrar nas redes sociais para negócio, é indispensável ter um bom planejamento.

E ele começa pela determinação de objetivos claros, que serão quebrados em metas, e precisam ser mensurados de acordo com os KPIs que fazem sentido. Por isso você precisa ter respostas para perguntas como: 

  • Qual a finalidade de criar o perfil da marca no Instagram ou Facebook
  • Para que criar um site? 
  • Por que vou investir em anúncios online?

Quando seu negócio encontrar essas respostas é outro indício que a hora de entrar no mundo digital está bem próxima.

Principais canais de Marketing Digital

  • Redes Sociais: Instagram, LinkedIn, Facebook,Youtube.,TikTok, etc.
  • Blog: repositório de conteúdo da sua empresa que costuma ser construído em plataformas como WordPress (a melhor  quase 40% da web usa), Blogger, entre outras.
  • Site: existem diferentes tipos de website, porém o site institucional e o site de vendas são os mais comuns. 
  • Mídia online paga : Google Ads, Bing Ads, Facebook Ads, Instagram Ads, etc.
  • Canal orgânico: são os resultados (que não são pagos) da pesquisa do Google e outros buscadores como Bing, Yahoo, Duck Duck Go!, etc.

Conclusão

A digitalização de empresas é um passo importante para sobrevivência no mercado. Mas, é preciso um certo grau de maturidade tecnológica da organização previamente para que ocorra bem e gere os melhores resultados para o negócio.

Isso porque o processo de digitalização de empresas faz parte de um outro muito maior que  é a transformação digital.

Por esse motivo o desenvolvimento de uma cultura digital é fundamental, além do costume de usar ferramentas e tecnologia na nuvem, entre outros sistemas,  nas operações. 

Além disso, é necessário entender quais canais de Marketing Digital fazem sentido para o seu negócio. E para isso, estudar como  o seu público-alvo se comporta no mundo virtual faz toda a diferença, entre outros pontos que merecem atenção antes da criação do Instagram da marca ou do site da loja.

Planeja levar seu negócio para o online? Conte para a gente, nos comentários, as principais dúvidas sobre Marketing Digital e Vendas que a gente responde você.

Aprenda estratégias de Marketing Digital com a consultoria Marketing Digital Marketagem

Como definir publico-alvo para seu negócio no online

Segmentar público-alvo e fazer definição de personas é fundamental para gerar resultados com Marketing Digital 

Imagine que você deseja abrir um novo negócio, só que dessa vez, apenas no digital. Ou então que sua loja física passou a vender também usando site e/ou redes sociais.

Você saberia como criar um público para seu negócio no online? Se a resposta é negativa ou talvez, então esse post Marketagem vai ajudar bastante. Confira!

O que é público-alvo

O grupo específico de possíveis clientes ou consumidores da sua empresa é a definição de público-alvo ou target (que significa alvo em inglês) de uma forma mais simplificada e genérica. E quem faz parte dele são pessoas, no caso  de Vendas B2C, ou empresas, no caso de Vendas B2B, que têm um perfil de consumo semelhante.

No digital, para despertar o interesse do público-alvo, sua empresa precisa planejar estratégias de Marketing Digital de acordo com os dados desse grupo.

Vale destacar que, apesar de apresentar semelhanças de consumo e renda, o público-alvo costuma ser bem heterogêneo quando você vai analisar mais a fundo. Por isso para ter mais chances de gerar resultados, a segmentação de target é fundamental

Público alvo: exemplo

Homens entre 35 e 50 anos, solteiros, classe B e A, moradores da Zona Sul do Rio de Janeiro e Barra da Tijuca, com renda mensal entre R$ 15.000 e R$ 40.000 que consomem tênis de corrida de alta performance de grandes marcas internacionais. 

Público-alvo e persona são coisas diferentes

Um público-alvo, mesmo sendo bem específico, como homens de 35 a 50 anos, por exemplo, é composto por pessoas que consomem tênis de corrida de marcas diferentes, preços distintos e com frequências variadas.

Então para as estratégias e ações de Marketing Digital serem mais assertivas e trazerem melhores resultados, é preciso criar diferentes subgrupos com base não apenas em dados demográficos e socioeconômicos

Mas, principalmente baseado em localização, comportamentos, gostos e até mesmo hobbies. Entre muitas outras informações relevantes que facilitam entender para quem você está vendendo (buyer persona) e/ou produzindo conteúdo nas redes sociais, blog ou site (brand persona).. 

Depois que esses dados são cruzados, é possível agrupar o público-alvo, não apenas em segmentos, mas inclusive em personas que são as representações semi ficcionais de clientes ideais descobertas por meio de pesquisa específica para isso que leva em conta também  objetivos de vida, comportamentos, motivações, hobbies, etc.). 

Ou seja, são especificações do público-alvo para humanizar os dados para as estratégias de Marketing Digital serem mais direto ao ponto e assim converterem mais. 

 Persona: exemplo  

  •  Persona 1:  João é Funcionário público, 40 anos, morador do Leblon, é apaixonado por corrida de rua. Todo dia corre pela orla do Rio para se exercitar e como treino. Seu objetivo é se preparar para correr uma meia maratona, mas sonha mesmo é em correr a maratona do Rio e depois participar de maratonas mundo afora. Usa somente o Instagram, diariamente, para postar seus treinos e desempenhos.
  • Persona 2: José é empresário, 49 anos, só corre aos fiins de semana porque o médico mandou. Sempre compra tênis de corrida anti impacto por medo de lesionar o joelho.  Usa o Instagram raramente para curtir marcas e falar com amigos. Mas, no Facebook é muito ativo. 

Diante dessas informações de personas, você se comunicaria com José e João da mesma forma? A resposta certamente é não porque seria muito mais assertivo atingir João no Instagram do que no Facebook enquanto com José seria o contrário. Sem contar que cada mídia social tem uma forma de conversar e planejar estratégias.

Como definir persona

Viu como um mesmo público-alvo é formado por personas totalmente diferentes? 

É importante  lembrar que, antes da realização da pesquisa de persona, é a fase de proto-personas. Isso porque a empresa ainda está trabalhando com hipóteses, mas que não foram validadas ainda (e pode ser que não sejam).

Nessa etapa inicial, ajuda muito usar o Mapa de Empatia porque ele ajuda a ter insights, para as futuras personas, trabalhando dados de um aspecto mais humanizado. Portanto a equipe de Marketing Digital tenta responder coisas como: o que a persona está vendo, sentindo, ouvindo, dizendo e por aí vai… 

Depois que as proto-personas são criadas, é hora de pesquisar para descobrir se essas hipóteses procedem mesmo. Para isso, é preciso fazer entrevistas com clientes que sua empresa já atendeu e/ ou prospects com perfil similar. Essas pessoas precisam ser muito bem escolhidas de modo que cada persona tenha seu representante para poder ser validada ou não.

Só depois dessa validação, por meio de pesquisas  e entrevistas, aí sim é a hora de ir para as ferramentas de criação de personas. Esse é o passo final do processo! 

 E o que significa segmentar público-alvo então?

De acordo com o Dicionário Priberam, segmentar signfica “cortar ou dividir em segmentos”. Portanto, em Marketing Digital, segmentar público-alvo é o mesmo que separar ou organizar os clientes e prospects do seu negócio conforme os dados demográficos e socioeconômicos deles  como:

  • Sexo/ Gênero
  • Idade
  • Localidade 
  • Renda
  • Classe Social
  • Consumo
  • Entre outros

A segmentação de público tem muitas vantagens sendo as principais o aumento das chances da empresa vender mais e não ter custos com ações de Marketing Digital para um target que não é o seu. Ou seja, o benefício da assertividade no planejamento e ações.

No digital, segmentar target serve para trazer as pessoas certas na hora certa para as páginas de produtos que elas têm mais chances de comprar. 

O que ocorre porque a segmentação permite otimizar estratégias e facilita o planejamento delas. Sem contar que torna até mesmo a comunicação da sua empresa mais assertiva em diferentes áreas do Markerting Digital como: 

Como criar público para seu negócio no online

Marque presença nas redes sociais que as personas da sua empresa estão

 Dessa forma é possível atrair seguidores engajados. Para isso, a dica é investir na produção de conteúdo pensando nas diferentes personas do público-alvo com o intuito de fazê-las conhecer seus produtos ou serviços de maneira criativa. 

Ajuda muito fazer postagens, não apenas promocionais, mas principalmente de assuntos relacionados aos interesses, estilo de vida, motivações e objetivos das suas personas.

Invista em anúncios online

Se sua empresa está apenas nas redes sociais, a dica é investir em  Facebook Ads (que inclui também o Instagram Ads). Quando for fazer a campanha, é importante sempre segmentar o target para obter melhores resultados.

Então você pode escolher anunciar, por exemplo, apenas para homens de 45 a 50 anos que são moradores de Botafogo, Flamengo e Laranjeiras oferecendo um desconto especial de 50% na primeira compra na sua loja física desses bairros. 

Ou promovendo uma postagem sobre como escolher tênis de corrida para maratona e selecionar apenas os atletas profissionais do Rio de Janeiro que estão no seu Instagram.

Crie estratégias de Marketing Digital integradas

Caso sua empresa tenha um site, um blog e esteja nas redes sociais, você pode usar diferentes estratégias de Marketing Digital, bem alinhadas, para criar audiência e gerar conversões e vendas. 

Então, por exemplo, você pode – e deve – usar Facebook, LinkedIn  e Instagram para compartilhar os links do blog da marca

E nele, chamar o leitor para assinar sua newsletter para receber conteúdo em primeira mão por email. Com essa lista de contatos (leads), você pode fazer campanhas de email marketing muito bem segmentadas e mais assertivas.

Na hora de planejar o conteúdo dos blog posts, é fundamental que você pense nas personas para construir textos relevantes e úteis para elas. E de preferência que tenha linkagem também para as páginas de categoria, subcategoria ou produto do seu site.  

Sem contar com as campanhas de Google Ads que sua empresa pode fazer para aumentar o tráfego do site e aumentar vendas online no seu site.

Como fazer para todas essas estratégias conversarem?

 Para focar nas personas na produção de conteúdo (blog, site e redes sociais), você precisa  entender a jornada de compra dos clientes no online e o funil de Marketing Digital.

Assim é possível fazer Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo. O que vai engajando as pessoas pensando nas vendas ao longo prazo.

Já para fazer a segmentação do publico-alvo nos anúncios online, você precisa entender de Outbound Marketing que é a adaptação da publicidade tradicional para o mundo digital. Ou seja, as vendas são ao curto prazo. 

Dessa forma você consegue compartilhar a informação certa no momento certo para a pessoa certa. O que inclui conteúdo, mas também as ofertas do seu negócio online para seu público-alvo.

Conclusão

Criar um público para seu negócio no online é fundamental para aumentar as chances de conversões e vendas seja no seu site, seja no Instagram ou outras redes sociais. 

Mas, é preciso ter em mente, que para investir em campanhas e ações de Marketing Digital mais assertivas, é indispensável que você tenha uma precisa definição de público-alvo. 

Dessa forma é possível evitar custos e tempo planejando estratégias para atingir pessoas que não têm o menor interesse na sua marca ou nos seus produtos ou serviços.  Portanto que estão fora do seu target. 

Além disso, mesmo quando você tem um público-alvo muito bem definido, ainda é necessário segmentar o target para conquistar melhores resultados com o Marketing Digital, não apenas na publicidade online, mas também nas comunicações via Email Marketing e Redes Sociais. 

Já na produção de conteúdo, para conseguir engajamento das suas  audiências, você pode ainda trabalhar com personas porque elas ajudam muito a construir posts e textos para sites que realmente conversam com as pessoas certas. 

O que cresce o engajamento e aumenta consideravelmente as chances de conversões e vendas online ao médio ou longo prazo.  

 

Como monetizar seu negócio no digital

Nos últimos anos, com o crescimento do Youtube, muito se ouve falar em monetização nessa plataforma. Mas, na verdade, não é só youtubers e grandes empresas que têm canal no buscador de vídeos que conseguem ganhar dinheiro com canais de Marketing Digital.  Também é possível monetizar site, blog e até mesmo redes sociais como o Instagram

Quer aprender algumas dicas de monetização para sua empresa faturar também no mundo digital? Então confere esse post Marketagem para ficar por dentro de algumas ideias que servem inclusive para freelancers, pequenas empresas e negócios locais. 

O que é monetização

O significado de monetizar é trazer retorno financeiro por meio de algo. Ou seja, no caso de um negócio online é quando você começa a recorrer a uma fonte de receita ou mais para fazer seu site, blog, ou até mesmo Instagram começar a dar dinheiro. 

Normalmente a monetização no digital costuma envolver estratégias de Marketing Digital e publicidade online. Isso porque não dá para influenciar pessoas sem ser conhecido, ainda que por um grupo de pessoas super segmentado (aliás, esse é o ideal para monetizar).

Como monetizar o Instagram

Como ganhar dinheiro no Instagram? Essa é a dúvida de muitas lojas físicas que querem passar a vender online e pessoas que querem criar perfil comercial na rede social para vender ou promover seus serviços.   

Não se preocupe! Ganhar dinheiro no Instagram não é só para famosos, digital influencers com milhões de seguidores ou grandes marcas. 

Também dá para faturar explorando sua expertise e se comunicando com audiências bem nichadas quando se tem uma microempresa ou negócios de pequeno ou médio porte. Confira algumas dicas de monetização nessa social media:  

Venda no Instagram usando o Instagram Shopping

O pagamento online direto no Instagram é uma expectativa do mercado, mas ainda não foi autorizado aqui no Brasil, até o momento. Mas, enquanto isso não acontece, os perfis de Instagram comercial conseguem realizar vendas pela rede social de maneira direta ou indireta.

E para isso, sua empresa pode optar pelo Instagram Shopping que, na verdade, não é exatamente uma loja virtual como pode parecer. É apenas um conector entre plataformas de ecommerce e a rede social. 

Mas, apesar disso, vale lembrar que para usá-lo não precisar criar um site. Isso porque dá para utilizar a loja do Facebook vinculando-a  com o Instagram.

Quem pode usar o Instagram Shopping 

Para conseguir usar o Instagram Shopping, você precisa atender alguns requisitos como:

  • Ter o Perfil Comercial no Instagram
  • Ter um e-commerce
  • Estar em conformidade com as políticas comerciais do Facebook
  • Estar localizado em um dos países habilitados (Brasil, EUA, Reino Unido, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Itália e Espanha)
  • Conectar o perfil comercial  a um catálogo de produtos do Facebook para assim conseguir marcar seus produtos em suas publicações no perfil do Instagram e levar as pessoas para a página de compra.

Vender de maneira indireta: Instagram como canal de Marketing Digital 

Para isso, a marca precisa ter um blog/site de vendas ou ecommerce e fazer todo um trabalho de Marketing Digital usando o Instagram para atrair e levar as pessoas para as páginas. Portanto as  a vendas são realizadas fora do Instagram.

Use links aos seu favor

A dica é colocar o link na bio junto com um texto persuasivo para incentivar o usuário a deixar um pouco o Insta e ir comprar no seu site ou blog. 

No caso do link nos Stories, vale lembrar que só está disponível para perfis com mais de 10.000 seguidores. Mas, usando anúncios do Instagram (Instagram Ads), é possível fazer linkagem externa no bio também. 

Como a rede social tem um apelo visual forte, você precisa caprichar nas imagens das postagens e Stories que irá publicar para encantar e atrair seus possíveis clientes

Também é possível explorar o IGTV com conteúdos interessantes e relevantes para os seguidores e o Reels (que chegou há pouco tempo para bater de frente com o TikTok).  Vale ressaltar que essa nova aposta do Instagram está atrelada à onda dos vídeos verticais e curtos que tem crescido muito.

Use o Instagram Ads para promover seus posts 

Para aumentar as chances de vendas online no Instagram e também crescer o número de seguidores do seu perfil, a dica é investir em anúncios online. O aplicativo oferece diferente formas de publicidade (Instagram Ads):

  • Anúncios no feed 
  • Anúncios nos stories
  • Anúncios de vídeo
  • Anúncios de fotos
  • Anúncios de carrossel
  • Anúncios de coleções

Caso você tenha uma lojinha na rede social, você pode ainda usar o Instagram Shopping Ads que são anúncios específicos para produtos que podem aparecer no Feed ou na busca (Explore).

Instagram dá dinheiro, mas não é imediato! 

Existem diferentes possibilidades de monetizar Instagram. Mas nenhuma delas é instantânea. Até se você optar pela venda de produtos online, via Instagram Shopping, isso demanda todo um planejamento para dar conta de gerenciar vendas na rede social

O que engloba gerenciar anúncios online, conteúdo, imagens, vídeos, automação, atendimento online e por aí vai…

 Portanto o ideal é que você comece a dominar estratégias de Instagram, antes mesmo de criar seu perfil comercial, ou o quanto antes.

 Dessa forma o retorno financeiro passa a ser mais consistente. Isso porque aprender técnicas é importante, mas saber coordená-las bem, para ajudar você atingir seus objetivos, costuma dar melhores resultados.

 Como monetizar um blog ou site

Bem antes do Instagram existir, a monetização de site e blogs já ocorria. Ou seja, dá para ganhar dinheiro na internet com isso seja por venda direta de espaço publicitário nas páginas, seja por recomendações e avaliações para os internautas. Tudo vai depender dos seus objetivos com a criação do site ou blog.

 Mas, para ganhar dinheiro na internet com a monetização de páginas, a dica é você diversificar e combinar as diferentes técnicas. 

 Use Google Adsense

Baseado no tipo de conteúdo postado, público-alvo e até mesmo na quantidade de tráfego que seu blog ou site tem, os anunciantes do Google Ads pagam por publicidade online nas suas páginas. 

Para você ter uma ideia, você recebe 68% da receita (reconhecida pelo Google) com anúncio online no conteúdo e 51% para adsense no resultado de pesquisa. Como os lucros são variáveis, é importante usar outra forma de monetizar também. 

 Realize vendas direta de anúncios

Outra opção é você mesmo prospectar empresas para anunciar no seu site ou blog. Ou aguardar que elas entrem em contato pedindo seu Midiakit..

 Assim você mesmo define o preço que irá cobrar pelo espaço para anunciante em suas páginas. Caso queira prospectar, é como uma Venda B2B. Confira algumas dicas de como fazer:

  1. Identifique as potenciais empresas que poderiam se interessar em pagar por conteúdo no seu blog ou site Ajuda muito pensar em nichos diferentes e complementares porque provavelmente têm o mesmo target. Ex: você tem um escritório de arquitetura (o que dá ao site autoridade no assunto) então você pode prospectar ecommerces de móveis, marcas de tinta, lojas de quadros e decoração, etc. 
  2.  Prepare um midiakit: documento que contém sua tabela de preço, personas,  target, métricas relevantes, entre outras informações de interesse dos anunciantes.
  3.  Estude muito bem:  não só as potenciais empresas que você deseja fechar negócio como também o mercado e a concorrência delas. Depois elabore uma proposta comercial para mandar para ela. 
  4.  Tenha bom relacionamento com a marca: para facilitar o contato e negociação. Para isso, a dica é  ter um briefing comercial para orientar a criação de uma proposta comercial de valor. O que aumenta consideravelmente as chances de você obter sucesso. 

Outra forma de monetizar blog ou site é com conteúdo patrocinado. Ou seja, uma empresa compra o espaço na sua página para publicar um texto que deseja ou negocia para você escrever esse post para ela e publicar na sua página. 

Muita agências de marketing digital inclusive entram em contato com blogueiros do nicho que interessa aos clientes delas para a publicação de posts patrocinados. 

Uma dica importante é levar em conta o tipo de conteúdo e nicho do seu prospet ou cliente. Dessa forma você evita comprometer a credibilidade da sua marca com informações não relevantes e não prejudica o SEO do site ou bliog.  

Por exemplo: o blog da sua marca é sobre moda feminina  e você publica um publipost sobre caixa de ferramentas. Dificilmente o seu público-alvo vai se interessar, além de perder visitantes e leads, o buscador ainda pode entender como irrelevante e a página não ranquear bem.

Faça avaliação de produtos ou serviços (reviews)

Quando a autoridade e influência do seu site ou blog com determinado segmento é grande também pode despertar o interesse de outras empresas, não apenas para publiposts, mas inclusive para você testar um produto ou serviço dela para publicar uma análise no blog da sua marca. Aliás, nada impede que você entre em contato também tentando essa parceria.

 Venda produtos online

Criar uma loja virtual dentro do seu site ou blog para sua marca vender produtos próprios também é uma ótima forma de ganhar dinheiro na internet. 

 Para isso, você precisa de planejamento e não esquecer de produzir conteúdo otimizado para SEO dos produtos. Lembre-se quando o internauta não tem o máximo de informação necessária para realizar a compra online, ele fecha negócio com a concorrência.

 Então não esqueça de colocar as dimensões, benefícios, tamanhos, cores e vantagens de comprar na loja virtual da sua marca (frete grátis, parcelamento, etc.).

Disponibilize conteúdo exclusivo para assinantes

Caso sua empresa seja de serviços, a dica é vender conteúdo de qualidade em uma área destinada a isso como, por exemplo, materiais premium. Para ter acesso a esses infoprodutos, é preciso ou pagar uma assinatura mensal ou então realizar a compra online. 

Ou seja, pode ser desde ebooks produzidos com sua expertise até aulas virtuais ou eventos online. Para decidir o que oferecer como conteúdo exclusivo, a dica é levar em conta o ramo da sua empresa e o seu perfil de público-alvo e personas.    

Afiliados

Outra fonte de monetização de páginas são os programas de afiliados .Neles, é possível ganhar dinheiro na internet por comissão de vendas de produtos de terceiros. Ou seja, você pode escolher os produtos ou serviços que têm a ver com o nicho do seu site ou blog para publicar conteúdo sobre eles.

Como o ganho não é rápido, além de ser variável, a dica é você investir também em outras maneiras de monetizar o site.

Conclusão

 Existem várias formas de monetizar seu negócio no digital. É possível ganhar dinheiro com o Instagram e também com as páginas do seu site ou blog. O ideal é você diversificar e sempre escolher o que faz sentido para as estratégias e valores da sua empresa.

Além disso, antes de tomar a decisão de monetizar, é bom estudar o comportamento do seu público-alvo. E as pesquisas de Marketing podem ajudar nisso. 

Então se pergunte: será que esse infoproduto resolve alguma dor da minha persona? Será que colocar produtos à venda no Instagram vai agregar aos objetivos de Marketing da minha empresa? E por aí vai…

 

Como uma consultoria de Marketing Digital ajuda na sobrevivência e digitalização de negócios locais

A pandemia do Coronavírus mudou rapidamente a rotina dos brasileiros. Em tempos de quarentena e crise, a maioria das empresas precisou adaptar suas atividades para fazer vendas pelo celular e internet. E ainda levar suas operações para home office.

Já os consumidores também precisaram se familiarizar mais com compras online e, mais do que nunca, com os serviços delivery. E alguns dos novos comportamentos tendem a durar após o tempo de isolamento social.

Tem um negócio local ou empresa pequena que precisa de digitalização para realizar vendas online o quanto antes? Então acompanhe esse post Marketagem porque ele vai ajudar você a entender se vale a pena investir no digital e o porquê do investimento. 

Novos comportamentos dos consumidores requerem adaptação dos pequenos negócios por questões de sobrevivência

Uma recente pesquisa sobre os impactos da Covid-19 nos hábitos de compra e consumo dos brasileiros, realizada pela Opinion Box com 2101 pessoas em todo o Brasil entre 8 e 9 de abril, revelou as principais perspectivas para quando a quarentena acabar (e a crise gerada pela pandemia). Confira:

  • 53% dos entrevistados pretendem continuar comprando de pequenos produtores/locais. 
  • 49% devem manter as compras do supermercado online   
  • 44% possivelmente irão seguir em home office

Além disso, o estudo comprova que durante esse período de isolamento, as pessoas estão passando muito mais tempos na internet. Desde o início da pandemia, 63% dos entrevistados estão mais online. 

E houve um crescimento de compra de comida delivery (de 26% em 27 de março para 40% entre os dias 8 e 9 de abril).   

Presença online se tornou uma necessidade com a quarentena

Na prática, o que todos dados acima revelam é que sua empresa não precisa mais ficar restrita à loja física e ao atendimento presencial. Isso porque a forma de relacionamento e consumo das pessoas mudou inesperadamente.

E essa rápida adaptação também precisa ser aplicada aos pequenos negócios e empresas locais para tentar sobreviver à crise. Por esse motivo ampliar o alcance das vendas explorando o digital é um passo importante para resistir aos impactos financeiros do Coronavírus.

Para isso, você pode começar criando perfis da marca no Google Meu Negócio e nas redes sociais por serem prático e gratuito. 

Mas, é importante ter um plano de Marketing Digital para não começar a postar e depois parar. Em um segundo momento você pode evoluir para um blog, campanhas de e-mail marketing e até mesmo um site da empresa. 

Dessa forma é possível digitalizar sua empresa permitindo que as pessoas façam transações e pedidos pela internet, além de tornar mais fácil manter um relacionamento próximo com seus clientes atuais e futuros. 

Use sua rede de contatos para vender mais

Se sua empresa já tem presença online, é preciso mensurar para saber se ela está realmente gerando resultados para o negócio. Ou se as pessoas apenas interagem com seu perfil no Instagram ou Facebook, mas não compram nada com você. 

Dessa forma sua empresa entende como os usuários se comportam em relação a sua marca e ainda cria novas estratégias de vendas usando inclusive as rede sociais da marca para potencializar resultados.  

Então a dica é reverter o quadro aproveitando esses contatos para estreitar relacionamento e tentar converter, ao máximo, seguidores em clientes. 

O que uma consultoria de Marketing Digital pode fazer por negócios locais  

  • Digitalizar a empresa: reunir especialistas experientes para colocar a mão na massa para sua empresa ter presença online e poder continuar atendendo seus clientes também pelas redes sociais. 
  • Fazer o planejamento de redes sociais junto com você: a consultoria cria planos e ações para produzir conteúdo para Instagram e/ou Facebook, além de definir o que precisa ser mensurado.
  • Ensinar Marketing Digital para você e sua equipe: com base nas demandas da sua empresa, o time da consultoria ensina tudo o que você precisa saber para manter sua empresa no digital. Ou seja, o aprendizado é totalmente focado na prática e personalizado de acordo com suas necessidades reais. 
  • Dar insights: como o compartilhamento de conhecimento é totalmente baseado na realidade da sua empresa, durante o processo de aprendizado e acompanhamento, os experts podem dar insights para melhorar os resultados no digital.
  • Acompanhar tudo de perto: além de ensinar você a planejar e executar, uma boa consultoria de Marketing Digital também acompanha os seus progressos. Aqui no Marketagem, por exemplo, isso é feito via skype por 90 dias.  

Como descobrir se vale a pena levar sua empresa para o mundo digital

Avalie se seus produtos ou serviços também podem ser vendidos online 

Existem casos em que não é viável a digitalização da empresa porque não há como comercializar o produto ou serviço por meio do Marketplace do Facebook ou Mercado Livre por exemplo. E nem mesmo por loja virtuais ou sites institucionais. 

Seja porque não é permitido por lei seja porque o serviço ou produto em si impede. Mas é importante você considerar todos os fatores, além dos próprios custos operacionais. 

Além disso, não deixe de conferir como está seu fluxo de caixa hoje e quanto tempo dá para se manter com ele sem vender nada.   

Analise se sua empresa tem estrutura para vender pelas redes sociais

Outro fator importante é saber se o negócio tem mesmo condições de vender pela internet e realizar entregas dentro do prazo. Além disso, é importante contar com um atendimento de qualidade nas redes sociais. Então é preciso se perguntar:  

  • A equipe está capacitada para gerenciar pedidos e atender bem pelas redes sociais?
  • Sua empresa tem recursos tecnológicos para transformar internautas em clientes?
  • Consegue adaptar a atual logística e a gestão de estoque para a nova realidade digital? 

Descubra se seus clientes também comprariam seu produto pela internet

Outra forma de saber se a digitalização da sua pequena empresa vale o investimento é entender o comportamento dos seus clientes atuais. Se a maioria tem o hábito de consumir outros produtos ou serviços online, a chance de começarem a comprar pela internet com você também é grande.

Já se a maior parte nunca comprou nada pela web porque não sabe fazer isso ou simplesmente desconfia das transações online, então oferecer canais digitais não vale a pena no seu caso.

Porém, essa importante informação para sua tomada de decisão precisa ser baseada em dados reais. Ou seja, obtidos com entrevistas e pesquisas com seus atuais clientes e possíveis consumidores.

Para isso, a dica é perguntar a quem compra na sua loja física (nem que seja em uma conversa informal) se compraria também o seu produto pela internet. Caso a resposta seja positiva, descubra como faria isso: 

  • Pelo Facebook ou Instagram?   
  • Pelo Mercado Livre?
  • Por meio de um site da marca ou loja virtual? 
  • Quais seriam as melhores formas de pagamento para eles?

Portanto aproveite esse momento de redução das atividades para manter contato com seus clientes e prospects. E entre uma conversa e outra vá obtendo suas respostas. Ou então crie um pequeno questionário e envie para seu público-alvo pelo WhatsApp, redes sociais ou e-mail. 

Conclusão

Para muitas empresas pequenas, e até mesmo negócios locais, migrar para a internet tem sido uma maneira de continuar se conectando com os consumidores e possíveis clientes em meio à crise do Coronavírus. E assim sobreviver a proibição de abrir as portas realizando vendas pelas redes sociais ainda que temporariamente.

Mas, algumas mudanças de comportamento dos brasileiros por causa do isolamento social tendem a continuar mesmo após a quarentena como, por exemplo, priorizar a compra de pequenas empresas locais

Dessa forma vale a pena investir na digitalização do negócio porque sua marca passa a disponibilizar mais canais para as pessoas realizarem compras e serem atendidas de forma mais cômoda, prática e segura.     

Quer garantir que a migração para o online seja realizada da melhor maneira possível? A dica então é contar com o apoio de um  serviço de consultoria de Marketing Digital realizada por experts que planejam ações online junto com você. Tudo sob medida para seu negócio!

Scroll to top
Abrir a conversa
1
Fale com um especialista pelo Whatsapp
Olá! 👋
Caso tenha alguma dúvida, fale com um especialista por aqui!