Mês: junho 2022

Checklist de redes sociais: monitore suas páginas em 10 minutos

As mídias sociais se estabeleceram como plataformas de comunicação dos tempos modernos. A comunicação não ocorre apenas entre usuários individuais e privados, mas também entre usuários privados e empresas. 

As empresas podem usar o contato para criar a fidelidade do cliente e fortalecer a confiança do cliente. O monitoramento de mídias sociais ajuda a ficar de olho nessas interações sociais com sua empresa. 

Quanto mais cuidadoso você for e quanto mais direto você reagir a isso, melhor será a sua empresa. No entanto, o monitoramento às vezes pode ser demorado. Com uma boa estratégia de mídia social, 10 minutos por dia são suficientes para um monitoramento de mídia social bem-sucedido.

Por que o monitoramento de mídias sociais é importante

Em geral, você sempre trabalha para uma percepção positiva da sua empresa nas plataformas de mídia social.  Esteja sempre ciente de que seu comportamento influencia sua imagem com os usuários de mídia social. Essa influência merece observação.

As mídias sociais aproximam você de clientes em potencial. No inbound marketing, a criação de conteúdo e posterior publicação é sempre o ponto de partida.

O conteúdo forma a base para todas as interações desejadas, desde curtidas, comentários e postagens compartilhadas até mensagens diretas. E somente através da interação pode ser construída uma comunidade que está por trás de sua marca e seus produtos.

Quando se trata de reações, o tempo é crucial

Isso é particularmente evidente em todas as reações a reclamações: os clientes geralmente desabafam sua raiva publicamente na web. Isso, por sua vez, dá às empresas como as marcas de sapatos modernos  a oportunidade de comentar publicamente e neutralizar a situação. 

Em qualquer caso, é importante reagir rapidamente. Estudos mostram que os usuários, especialmente no Twitter, esperam um tempo de resposta curto. Isto é especialmente verdadeiro para reclamações.

No entanto, o monitoramento completo é difícil de ser alcançado apenas por meio do desempenho dos funcionários da sua empresa. As ferramentas de monitoramento de mídia social podem ajudar a ficar de olho em todas as interações com sua empresa sem gastar horas vasculhando as redes sociais.

Monitoramento de mídia social em apenas 10 minutos por dia? – agora vai!

Uma lista de verificação ajuda a controlar e perceber as atividades relevantes de mídia social. Quando você os completa é menos importante do que o fato de você fazê-lo. 

No entanto, se você definir seu monitoramento no início de um novo dia de trabalho, ficará imediatamente atualizado e poderá usar a lista de tarefas para controlar quais ações o usuário precisa reagir durante o dia.

2 minutos no Twitter

Primeiro, preste bastante atenção ao Twitter. Verifique se sua empresa foi mencionada. Este cheque também vale para a competição. Pesquise hashtags, termos ou pessoas relevantes para o seu negócio. Se preferir ser informado em tempo real sobre suas buscas salvas, você pode usar o TweetDeck da própria plataforma. 

Por fim, procure perguntas sobre sua empresa ou setor que você possa responder. Porque assim que você apresentar soluções, os usuários com certeza lembrarão de você positivamente. Você também deve reagir a críticas e elogios – é assim que você transmite sua apreciação aos clientes.

2 minutos no Facebook

Além do Twitter, você também pode conferir as novidades no Facebook. A vantagem está nas notificações que você recebe. O Facebook notifica você assim que alguém interage com seu conteúdo na forma de curtidas, compartilhamentos ou comentários, ou deixe uma classificação ou uma mensagem. 

Especialmente na seção de comentários das postagens – tanto as suas quanto as relevantes para sua empresa – você pode contribuir ativamente e desenvolver um diálogo. 

As interações em um sentido positivo aumentam sua reputação e também seu alcance no Facebook. Significa: quanto mais interações, maior a probabilidade de você aparecer no feed de notícias de outros usuários.

2 minutos no LinkedIn

Somente atividades comerciais são consideradas no LinkedIn. Por isso, é importante incluir também a sua presença nesta plataforma no monitoramento das redes sociais. Na melhor das hipóteses, crie a presença da sua própria empresa e use conteúdo relevante para inspirar usuários e clientes.

Mesmo que haja pouca interação com suas postagens, você ainda deve usar o LinkedIn, verificar as reações e responder aos comentários, se necessário . 

2 minutos no Instagram

Outrora uma estrela cadente entre as redes sociais, uma característica especial fez esta plataforma brilhar desde então. E essa é a abundância de inspiração.

O foco em fotos e vídeos atende a mídia que as pessoas gostam. Todos podem participar. E a variedade de temas é infinita. De guias de instruções a momentos cotidianos; Da produção ao produto: histórias complexas podem ser retratadas no Instagram.

Use o Instagram para uma apresentação atraente e visual da empresa. Verifique as interações com suas próprias histórias e ganhe seguidores. Porque o alcance da empresa em particular cresce imensamente com um perfil no Instagram.

2 minutos na sua caixa de entrada

Por fim, depois de verificar as plataformas anteriores, é uma boa ideia verificar sua caixa de entrada. Você recebeu notificações de suas contas de mídia social ou  Alertas do Google ? 

Claro, você deve ter definido o último para sua empresa, seu setor e tópicos relevantes de antemão. Nesse caso, menções relevantes de suas palavras-chave no conteúdo, blogs, Google+ (ou outros sites) enviaram e-mails e permitirão que você responda. Em particular, as reações e respostas às perguntas feitas via Quora são particularmente bem recebidas.

Saiba como utilizar o Marketing Digital para sua loja de carros

Quem é visto é sempre lembrado. Essa frase pode parecer clichê, mas ela é uma das maiores verdades que podem ser ditas para quem busca se posicionar entre os melhores de qualquer ramo. 

E no ramo automotivo estar entre os primeiros é uma forma de tentar conseguir mais vendas. Porém, se você não pensa em algumas estratégias de marketing para seu negócio pode se dizer que o mesmo está com os dias contados.

Ter um bom marketing pode garantir mais visitas em seu site, perfis de redes sociais, mais visitas presenciais em sua loja ou mesmo mais interação de possíveis clientes com sua marca, deixando-a mais conhecida e consolidada na internet ou no local de atuação. 

Algumas estratégias de marketing são simples de serem feitas, e com alguns passos você consegue pelo menos movimentar suas redes sociais ou movimentar o comércio local. 

Assim, mostraremos algumas dicas de marketing para quem busca se posicionar no digital ou mesmo ser conhecido no lugar que a sua loja esteja localizada. Continue acompanhando e conheça algumas dicas que você pode nunca ter visto.

Branding: construa uma marca forte

Uma marca forte requer nomes fortes, que ficam para sempre na memória das pessoas. Ter um nome forte é um diferencial do seu negócio, pois quando falamos de lojas de carros, sua loja precisa ser lembrada quase que imediatamente. 

Busque inspirações em todos os locais, internet e em concorrentes, já que essa é uma forma de colocar um nome forte na sua marca. 

Outra maneira é criar um logo com uma identidade visual que chame a atenção das pessoas, pois esse logo precisa passar segurança, confiabilidade e, acima de tudo, demonstrar o que você está oferecendo. 

Se você vende carros não pode ter um logotipo com materiais de construção em seu conteúdo. Isso não faz sentido algum. 

Tenha um logo claro, objetivo e que transmita segurança para os interessados. Uma ótima forma de criar esses logos é buscar agências especializadas ou profissionais que fazem arte digital. Eles são os profissionais que podem ajudar nessa criação e que terão todo o feeling para criar o melhor logo para você.

Criar autoridade nas redes sociais

Para você criar autoridade nas redes sociais, necessariamente precisa saber o que está vendendo. 

As pessoas buscam informações de carros dos mais variados gêneros, como trocar um pneu, como verificar o nível do óleo do motor, quais são as melhores marcas, etc. Criar conteúdos com temas relacionados e publicar em suas redes sociais é uma ótima forma de fazer marketing para sua loja de carros. 

Dessa forma, você passa autoridade para quem busca esse tipo de loja, consome seu conteúdo e assim confia em você para comprar, trocar ou adquirir um veículo. 

Você deve criar conteúdo escritos ou em vídeos. Caso tenha vergonha e não queira se expor em frente às câmeras, tudo bem! Atualmente existem milhares de pessoas que conseguem fazer um ótimo marketing sem mostrar seus rostos. 

Crie parcerias

Uma ótima forma de fazer marketing para sua loja de carros é criar parcerias com influenciadores digitais. Busque os influenciadores que falam e criam conteúdo do segmento de carros que você vende e procure firmar parcerias onde ele possa divulgar sua loja para os seus seguidores.

Essas parcerias têm rendido ótimos números para ambas as partes. Os influenciadores costumam cobrar preços justos por publicações e marcações. Assim, vale a pena considerar essa forma de fazer marketing.

Faça um benchmarking com seus concorrentes

Uma ótima maneira de conseguir criar uma campanha de marketing é acompanhar pessoas e lojas especializadas e seguir alguns exemplos de postagens e conteúdos. 

Porém, procure por sites e perfis que se encaixam no segmento de carros que você vende. Um ótimo exemplo são lojas especializadas em esportivos, caso você venda carros esportivos ou de alto luxo. 

Se você faz a revenda de seminovos, uma ótima forma é procurar seminovos na Noxcar, uma loja que segue essa linha de veículos, mostrando características, valores e tudo que o segmento de carros que você vende pode oferecer.

Campanhas de anúncios online

Você pode optar por criar uma campanha de marketing utilizando as ferramentas como o Google AdSense e Facebook Ads. Essas duas ferramentas são as mais utilizadas para quem quer fazer uma campanha de marketing e aparecer para o público correto.

Essa forma de campanha traz resultados mais rápidos, porém, costumam custar um pouco mais que as outras campanhas. 

Com poucos reais por dia você consegue fazer com que sua marca seja mostrada para muitas pessoas. Avalie os custos e benefícios e certifique-se de que ela pode ser uma ótima campanha para resultados imediatos.

Defina o seu público-alvo

Se você possui carros de alto padrão, busque pessoas que consigam comprar tais automóveis. Definir o público correto é uma maneira de fazer sua estratégia de marketing dar certo ou, caso contrário, poderá ser um fracasso. 

Defina seu público-alvo, crie campanhas, crie conteúdo relevante, seja constante em suas postagens e tenha ótimos produtos. Essas dicas de marketing que mostramos vão funcionar muito  bem para o sucesso do seu negocio! 

Conheça as principais técnicas de vendas para aplicar na internet em 2022

Vender algo é o ato de trocar produto ou serviço por uma quantidade de dinheiro. E para realizar esta venda muitas vezes o vendedor precisa usar algumas técnicas e truques para convencer o possível comprador que seu produto ou serviço supre a necessidade.

Muitos dizem que o dom da venda já nasce com as pessoas, muitas outras dizem que com a técnica correta pode-se vender qualquer coisa. Claro que algumas pessoas possuem mais facilidade que outras quando falamos em vender.

Porém, com muito esforço, muita dedicação, estudo e técnicas qualquer pessoa pode se tornar um vendedor muito bem sucedido. E foi com este pensamento que criamos este artigo. Ele foi baseado em técnicas mais utilizadas pelos grandes players em vendas. Assim, temos a certeza que se você utilizá-las da maneira correta e no momento certo da negociação você sairá com o acordo fechado. Acompanhe.

Técnicas de vendas

Em vendas o primordial é entender qual a real necessidade do cliente. Muitas vezes o cliente não sabe o que ele quer e o que realmente ele precisa. Algumas pessoas podem não saber o tipo de produto ou serviço que ela está precisando. É nesta hora que o bom vendedor deve iniciar a jornada para que o negócio seja fechado. 

O vendedor deve realizar diversas perguntas para poder entender a real necessidade do lead. Neste momento da conversa o cliente precisa estar o mais à vontade possível para poder mostrar seus medos, receios, anseios e necessidades.

A abordagem, o diálogo e o fluxo da conversa precisam seguir para tirar e quebrar todas as objeções que o cliente possa ter. O possível cliente precisa saber que você se importa com a dor que ele vem enfrentando, assim, mostre interesse, interaja com as dores e problemas que ele expor.

Após ter todas as informações que você precisa para poder oferecer a solução, o vendedor precisa conhecer o produto ou serviço que ele está oferecendo. Neste momento entramos na segunda técnica deste artigo. Veja

Conhecer o que oferece

Muitas pessoas só querem bater metas, atingir números exigidos e muitas das vezes esta visão é passada pela empresa. Entretanto, um bom vendedor deve conhecer seus números, é claro, porém, o mais importante é saber o que ele está oferecendo. 

Mas como fazer isso? Estudando! Fazendo um curso de vendas online. Só assim você vai conhecer para que serve o produto ou serviço. Saber quais finalidades, para que serve, onde usar, onde não usar, se produto é para todos. Se ele realmente funciona e tudo que você julga necessário saber sobre o que está oferecendo.

Você pode estar pensando que esta técnica pode parecer inútil. Porém, não existe nada mais chato e constrangedor se o cliente fizer uma pergunta qualquer sobre aquilo que esteja oferecendo e você não saiba responder.

Assim, conhecer cada componente ou processo é de extrema importância. Não perca mais tempo e comece hoje mesmo. Seja especialista no que você vende.

Crie uma estratégia

Criar uma estratégia, um escopo, um roteiro para as primeiras vendas, para que você possa se manter mais concentrado, mais focado e poder usar alguns gatilhos na hora certa. 

Com o tempo e com a experiência você irá decorar o que costuma falar com todos os clientes. Assim, não será mais necessário tais anotações. 

Mas mantenha sempre uma estratégia atualizada, deixe seu leque de opções sempre a postos, para que seja oferecido mais serviços ou produtos, que você tenha que fazer alguma manobra para maiores descontos, maiores quantidades ou maiores necessidades do cliente que possam vir de surpresa. Esteja sempre preparado.

Criar conteúdo do que você oferece

Você que busca vender pela internet o quer que seja, produto ou serviço é muito importante que você crie todo tipo de material de divulgação. Os principais materiais que você pode criar são: vídeos explicativos, imagens com detalhes técnicos, artigos explicando como fazer, audiobook da aplicação do produto ou serviço, ebooks, etc. 

Você já ouviu falar aquela frase “quem é visto, é sempre lembrado”? Ela se encaixa perfeitamente para o seu produto e também para o próximo tópico. Vamos juntos?

Seja constante

Muitos vendedores possuem uma persistência fora do normal e nós não estamos falando para você ser chato e ficar perguntando para o cliente se ele quer comprar a cada cinco minutos. Não é nada disso. 

Ser constante é ficar atento às atualizações do mercado, da internet e tudo que envolve o negócio do seu cliente. Assim você terá argumentos para conversar com ele e possivelmente efetuar uma venda ou oferecer upgrade em produtos que você tenha vendido. 

Esta técnica tem ajudado milhares de vendedores, pois você mostra interesse e preocupação no negócio alheio e consegue que o cliente confie em você.

Pós venda

Estudos indicam que 94% das empresas online ou físicas não fazem uma pós venda. Ele nada mais é que se preocupar com o cliente após o fechamento do contrato. Esta técnica é de extrema importância para que saiba o que o cliente está achando do seu produto. Para que ele possa dar um feedback e uma prova social. Além do que, ele pode estar precisando de mais material, serviço ou produto.

Principais técnicas de Marketing Digital para começar a investir no seu e-commerce

Trabalhar com comércio digital tem sido uma grande alternativa para os comerciantes que querem vender seu produto, mas não querem ter um ambiente físico para isso. Essa alternativa vem sendo cada vez mais utilizada.

Só no ano passado, a modalidade de venda teve alta de 48,4%, e isso por si só mostra o quão longe esse meio ainda pode ir. Mas é claro, é sempre bom falar de números, saber como o seu ramo está indo bem e como o seu negócio está crescendo. Mas, a contabilidade para e-commerce não deve ser a sua única preocupação.

Obviamente, o marketing digital é uma das coisas mais importantes em um negócio moderno, e felizmente está sendo assim na internet, tornando todos os caminhos até a sua loja virtual mais fácil.

Claro que nem todos sabem exatamente como trabalhar o marketing da empresa, afinal, mesmo tendo uma loja virtual, a pessoa pode estar começando agora e não ter experiência com a parte do trabalho que faz com que você seja visto.

O bom é que essa estratégia não é tão difícil assim, e tudo o que você precisa fazer é estudar um pouco sobre o assunto e verá que as possibilidades de divulgar o seu negócio online na internet são infinitas.

Hoje estamos aqui para lhe dar uma mão e contar para você quais as técnicas que podem ser usadas para que você faça o marketing digital render no nível máximo e trazer muitos clientes para o seu negócio. Confira!

Marketing de Conteúdo

Começando então por uma das táticas mais bem-sucedidas do marketing digital – o marketing de conteúdo. As pessoas querem saber mais sobre os produtos e querem saber mais sobre você também, então, criando um conteúdo que fale sobre assuntos relacionados, você terá uma conexão maior com as pessoas.

A ideia é que o conteúdo que você vai construir ajudará as pessoas a terem o desejo de comprar, sem que você faça um conteúdo apenas com propagandas de si mesmo. Isso é ótimo para e-commerce, já que o seu conteúdo vai estar online assim como seu produto, e essa proximidade de uma coisa com a outra faz com que comprar seja mais fácil.

Lembrando que não existe conteúdo certo. O certo é aquele que você consegue, de alguma forma, ligá-lo ao seu produto.  Nesse caso, pode ser tutorial de alguma coisa, um guia de algum produto, talvez até um e-book com informações importantes, entre outros. 

Dê bastante foco às redes sociais

Não existe nenhuma outra maneira tão barata e assertiva de se fazer o marketing de uma empresa do que por meio das redes sociais. Todos sabemos que uma rede social pode fazer com que milhões de pessoas ao redor do mundo veja seu produto, e por isso é fundamental que você esteja sempre atualizando as suas redes.

O Instagram pode ser uma ótima ferramenta, já que ele permite que você possa ver vídeos, fotos, tem a função reels e storys, e tudo isso em um ambiente cheio de pessoas que podem potencialmente ser seus clientes.

O melhor das redes sociais é que a atenção gera a sanção, o famoso engajamento, que faz com que seu produto apareça para um número de pessoas cada vez maior. Ter um Instagram organizado é a melhor forma de fazer com que o seu produto vá ainda mais longe.

Upselling

Vamos supor então que o seu negócio já tenha feito algumas vendas para algumas pessoas. Se elas foram bem técnicas e o produto foi de qualidade, com certeza elas tiveram uma boa experiência de compra.

Curiosamente, pode ser que nem isso seja suficiente para que a pessoa volte a comprar com você imediatamente. Com a vida corrida que enfrentam hoje, pode ser que as pessoas tendem a esquecer rápido das coisas, e simplesmente seguem em frente, e o seu papel nisso é lembrá-las do quanto elas gostariam de comprar com você para que voltem a comprar quando for necessário.

Por que não fazer isso oferecendo um produto ainda melhor? Assim funciona o upselling, que diz que se uma pessoa gosta de comprar algo com você, ela vai gostar ainda mais de comprar um produto de qualidade superior.

Renovar ideias sempre

Então, você investiu em uma campanha de marketing para seu negócio e percebeu que aquilo acabou por dar muito certo. A vontade de ficar atrelado àquilo vai ser gigantesca, afinal, é algo que você já conhece e que já funcionou.

Mas, a verdade é que você precisa seguir se renovando sempre, correndo atrás de novas ideias e muitas vezes mudando completamente o visual e a ideia por trás da forma de divulgar o seu negócio.

A sensação para os compradores será de que estão vendo algo pela primeira vez, e essa é a importância de mudar o visual e o tema das suas promoções de tempos em tempos. Isso faz com que as pessoas sintam que existe sempre um novo movimento para que possam visitar a sua loja.

Cinco passos essenciais para melhorar a performance do seu e-commerce na internet

Se você já fez o desenvolvimento de e-commerce do seu negócio – ou está pensando em fazer criação de sites SP  –, é hora de saber quais são as melhorias necessárias para potencializar a performance do seu site. 

Devido a pandemia de Covid-19, o varejo passou por uma grande transformação. As lojas tiveram que abaixar as suas portas e, com isso, tiveram que migrar para o online. 

Isso fez com que o comportamento do consumidor também mudasse. Consequentemente, houve um grande aumento de vendas no comércio eletrônico por conta da pandemia

No entanto, ter um e-commerce não significa apenas pensar em gerar vendas online, mas também atrair, conquistar e fidelizar clientes. Afinal, estamos falando de um mercado competitivo e o seu comércio eletrônico precisa se destacar para obter vendas. 

Vale deixar claro que os consumidores estão cada vez mais exigentes na internet. Eles esperam que os sites ofereçam uma experiência online perfeita e, caso isso não aconteça, buscarão por outra loja virtual. 

Mas, então, como você pode garantir a melhoria da performance do seu e-commerce? 

Neste artigo, compartilharemos cinco passos essenciais para acelerar suas estratégias de e-commerce e obter mais vendas! Confira! 

O que fazer para melhorar a performance de comércio eletrônico

Aqui estão alguns dos principais passos que você deve seguir se quiser que o seu e-commerce seja bem-sucedido. 

1. Personalize a experiência de compra

Como já falamos, os consumidores querem encontrar sites que atendam às suas necessidades. Portanto, é fundamental que você tenha um e-commerce que ofereça uma experiência de compra pessoal. Isto é, dedique-se para obter a satisfação dos seus clientes. 

Em uma loja física, o vendedor sabe o que o cliente está vendo e consegue perceber o quanto ele está interessado no produto. Quando se trata do online, você também precisa compreender o que o seu cliente gosta de ver. 

Você pode combinar dados sobre o comportamento do visitante e a automação de marketing. Assim, cada visitante do seu e-commerce terá uma experiência única. 

Essa estratégia pode ser definida e aplicada, por exemplo, oferecendo promoções, ofertas e até mesmo interações sazonais. No entanto, existem algumas questões muito importantes que você deve considerar:

  • Qual página que o visitante está;
  • De onde ele veio. Ou seja, qual é a origem do tráfego (redes sociais, e-mail, tráfego pago, Google, etc.);
  • O número de vezes que acessou o seu site;
  • Valor da compra. 

Hoje em dia, existem diversas ferramentas de automação e análise que podem te ajudar com isso. Por exemplo, a RD Station e a Activecampaign. 

2. Adicione plugins de alta qualidade

A otimização do desempenho do site é crucial para gerar tráfego e converter em suas metas de vendas. Adicionar plugins de alta qualidade são as melhores ferramentas para otimização e criação de sites que você pode começar a usar hoje. 

Os plugins melhoram a funcionalidade do site que pode trazer enormes benefícios para o seu negócio. Porém, usar muitos plugins em um site geralmente são recursos desnecessários. 

Selecione apenas plugins de alta qualidade e evite adicionar plugins com scripts, operações e ativos de conteúdo complexos.

3. Preocupe-se com a velocidade do site

Hoje em dia, as empresas se acostumaram a sites de carregamento rápido. Eles esperam que um site seja rápido porque quando uma página demora mais para carregar, isso afeta diretamente a experiência do cliente e a taxa de conversão. 

De acordo com pesquisadores do Google, os proprietários de sites têm apenas 5 segundos para engajar os usuários antes que eles pensem em abandonar o site. 

O tempo de carregamento da página de 100 milissegundos é aceitável no desempenho da SERP do Google. Se a velocidade de carregamento do seu site for superior a 10 segundos, os visitantes começarão a sentir frustração e provavelmente eles deixarão seu site e não o revisitarão no futuro. 

Em outras palavras, os visitantes do seu e-commerce não gastarão tempo excessivo em sites mais lentos. Os perdedores nesse jogo de sites mais lentos são as empresas de comércio eletrônico que falham em oferecer a seus clientes um site rápido o suficiente e os perdem para sempre.  

4. Pense primeiro nos dispositivos móveis 

Na última década, o uso de dispositivos móveis cresceu significativamente e espera-se que a participação do comércio móvel em todo o comércio eletrônico aumente.

Isso pode ser comprovado pela rápida adoção de novos dispositivos inteligentes e um tamanho de tela cada vez maior que facilita a navegação e a compra online.

Agora, muitos consumidores completam toda a jornada do cliente via celular. Ainda hoje, os consumidores que compram no desktop pesquisam primeiro os produtos no celular.

Claramente, não otimizar seu site de comércio eletrônico para dispositivos móveis pode custar ao seu negócio uma perda de participação de mercado!

Para sua estratégia de comércio eletrônico na temporada de pico de vendas, vale a pena pensar primeiro no celular, não apenas em termos de marketing e vendas, mas também no atendimento ao cliente. 

Este é um passo tão importante para um site ter sucesso na internet que aqui vão mais algumas dicas que você deve considerar aplicar no seu e-commerce. 

Crie seu próprio aplicativo móvel de comércio eletrônico

Com o aumento do consumo móvel, o desenvolvimento de um aplicativo móvel é naturalmente o próximo passo para as empresas de comércio eletrônico – cerca de 66% dos consumidores relatam usar aplicativos de compras mensalmente. 

O benefício dos aplicativos está não apenas em um melhor engajamento e interatividade, mas também em um aumento nas taxas de conversão por meio de notificações push. Eles permitem que você envie novos lançamentos de produtos e ofertas diretamente para o telefone do seu cliente. 

Entretanto, se você já está na onda do comércio eletrônico, pense em melhorar ainda mais a experiência do usuário. Você oferece chat online no aplicativo? Os clientes podem fazer compras no aplicativo porque ele está vinculado ao seu site?

Certifique-se de que o seu aplicativo funciona bem e que oferece a melhor experiência possível aos seus usuários (potenciais e atuais clientes). 

Integre aplicativos de mensagens instantâneas

89% dos consumidores usam aplicativos de mensagens todos os meses. Portanto, oferecer suporte e até vendas adicionais por meio de aplicativos de mensagens pode ser a melhor maneira de alcançar seu público-alvo e aumentar a receita.  

Para uma experiência e eficiência perfeitas, certifique-se de poder integrar aplicativos de mensagens como Facebook Messenger ou WhatsApp em suas plataformas existentes, antes de realmente implementar mais canais em seu mix. 

Dessa forma, os clientes podem usar seu canal preferido enquanto seus agentes de atendimento ao cliente podem monitorar e lidar com todas as interações com os clientes em um só lugar.

5. Otimização de SEO

Por fim, mas não menos importante, você deve se preocupar em aplicar as técnicas de SEO no seu comércio eletrônico. 

A estratégia de SEO é crucial para o sucesso de um site. Isso garantirá que ele funcione exatamente de acordo com as diretrizes do mecanismo de pesquisa, atraindo mais tráfego e obtendo mais oportunidades para converter clientes em potencial. 

Dito isso, analise os dados do site para verificar como as pessoas estão encontrando o seu e-commerce. Procure páginas que obtenham mais tráfego e mais conversões. 

Ferramentas como o Google Analytics e o Google Search Console ajudam você a ter uma visão clara dos relatórios de comportamento do usuário, taxa de rejeição, número de sessões e muito mais.

Escolher as palavras-chave de SEO certas pode ajudar seu site a ter uma melhor classificação no ranking do Google. Ferramentas como Ahrefs e SEMrush ajudam você a encontrar palavras-chave relacionadas ao seu negócio e nicho. 

Use essas ferramentas para encontrar palavras-chave de cauda longa que se encaixem na intenção do usuário. 

Antes de decidir sobre as palavras-chave, não se esqueça de criar conteúdo rico em valor. O comprimento do conteúdo não é tudo. Fornecer informações exclusivas é essencial para obter uma classificação mais alta.

O SEO na página é um fator essencial para otimizar o desempenho do seu site ao criar um site comercial. Trabalhe em títulos de páginas, subtítulos, slugs de URL e metatags. 

Da mesma forma, para otimização fora da página, use guest blogging, atividade de mídia social, marketing de influenciadores e menções à marca para melhorar o desempenho do seu site.

Conclusão

Se você ainda não tem um e-commerce, mas está pensando em ter, saiba que este é um ótimo momento para fazer isso. Já que as pessoas estão mais acostumadas a fazerem compras online. 

Agora, se você já tem um comércio eletrônico, está na hora de revisá-lo e ver o que pode ser otimizado para melhorar a sua performance na internet.

Tenha em mente que se os seus potenciais clientes não encontrarem o seu e-commerce ou não tiverem uma boa experiência ao acessá-lo, eles simplesmente irão embora do seu site. 

Neste artigo, citamos alguns passos importantes que você deve considerar seguir se deseja ter um e-commerce de sucesso

Scroll to top
Abrir a conversa
1
Fale com um especialista pelo Whatsapp
Olá! 👋
Caso tenha alguma dúvida, fale com um especialista por aqui!