Como personalizar os canais de aquisição do Google Analytics

personalizar canais de aquisição no google analytics

Uma das grandes dúvidas de quem começa a trabalhar com Marketing Digital é como mensurar corretamente o resultado das ações.

Para isso, existe uma ótima ferramenta gratuita, chamada Google Analytics.

Por mais que ela seja brilhante, para que as informações fiquem exatamente como você imagina, são necessárias algumas configurações. É exatamente sobre um delas que falaremos nesse post.

Fique conosco e entenda mais sobre.

Quais são as principais possibilidades de mensuração do Google Analytics?

Uma das grandes máximas do Marketing Digital é que praticamente tudo é mensurável e a principal ferramenta utilizada para essa demanda é o Google Analytics.

Mas vamos lá…Por que isso acontece e quais são as possibilidades de mensuração do Google Analytics?

O fato de ela ser gratuita é uma grande vantagem.

Mas a maior vantagem mesmo são as possibilidades de mensuração que ela possibilita.

Com o Google Analytics, você consegue mensurar:

  • Campanhas de Google Adwords;
  • Campanhas de Facebook Ads
  • Campanhas de E-mail Marketing
  • Acessos originados através de postagens feitas em Redes Sociais;
  • Localização dos usuários do site;
  • Dispositivo utilizado pelos usuários do site;
  • Vendas realizadas;
  • Formulários de contato enviados;
  • E muito mais…

Quais são os canais de aquisição padrões do Google Analytics?

canais de aquisição do google analytics

O Google Analytics ao ser configurado em um site, roda com uma configuração de fábrica.

Ela funciona mas existem alguns pontos além dos canais que devem ser personalizados, como filtros.

Você não gostaria que a sua visita (dono de um site ou membro de uma equipe) fosse contabilizada, correto?

Para isso, é necessário criar um filtro de IP para que o GA não contabilize as visitas provenientes do seu endereço de IP.

Por que alertamos sobre isso? Nós que trabalhamos constantemente com site podemos danificar muitos os dados de tráfego orgânico, social e direto.

Esses três canais fazem parte do grupo de canais de aquisição padrão do Google Analytics, que são:

  • Tráfego Direto
  • Tráfego Orgânico
  • Social
  • Tráfego de Referência
  • Display
  • Busca Paga
  • Afiliados
  • Email

➡️ Para entender mais sobre canais, leia o post O que são canais de Marketing Digital.

Como personalizar os canais de aquisição do Google Analytics?

Como vimos acima, as possibilidades de mensuração são praticamente infinitas.

Porém, o Google Analytics é somente uma ferramenta. Sem uma boa estratégia e um bom plano de mensuração, de nada adiantará ter o Ga instalado, pois ele entregará número frios.

Como diz o ditado: “Para que não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”

Para personalizar os canais basta seguir as instruções da figura abaixo.

configuração de canais no Google Analytics

Ao acessar a personalização, você pode personalizar o grupo padrão de canais de GA ou criar um grupo específico, conforme a figura abaixo.

novo grupo ou grupo padrão

Ao alterar o grupo padrão, automaticamente irá alterar todos os dados exibidos nos painéis do GA, pois eles serão exibidos de acordo com as regras cadastradas.

Ao criar um novo agrupamento, eles serão utilizados para relatórios específicos, que solicitam a escolha do agrupamento de canais desejado na geração do relatório.

Opções de personalização

opções de configuração

As configurações giram em torno de 02 campos (conforme a figura acima).

Em um campo você escolhe qual atributo será utilizado na personalização e no outro você escolhe o critério utilizado (contém, e um de, etc).

Lista de Atributos

  • Campanha;
  • Canal definido pelo Sistema;
  • Consulta de Pesquisa;
  • Conteúdo do Anúncio;
  • Formato do Anúncio;
  • Grupo de Anúncios;
  • Mídia;
  • Origem;
  • Origem /Mídia;
  • Palavra-chave;
  • Rede de distribuição do anúncio;
  • Referência da rede social de origem;
  • Tipo de canal;
  • Tipo de consulta;
  • Tipo de correspondência de consulta;
  • Tipo de segmentação;
  • URL da página de destino;
  • URL de destino;
  • URL de canal;
  • URL de visualização.

Lista de Critérios

  • Corresponde exatamente a;
  • Começa com;
  • Contém;
  • Termina com;
  • Corresponde a RegEx;
  • É um de;
  • Não corresponde a;
  • Não contém;
  • Não começa com;
  • Não termina com;
  • Não corresponde à RegEx;
  • Não é um de.

Quais são os impactos dessa personalização?

O principal impacto dessa personalização é deixar os canais de aquisição de acordo com os seus esforços.

Dessa forma ficará mais simples de mensurar tudo e até de montar relatórios.

Como informamos acima, estamos recheados de ferramentas para geração de tráfego e muitas delas geram parâmetros de URL, que se o Google Analytics não estiver configurado corretamente, esses dados com certeza serão exibidos de forma confusa.

O que são parâmetros?

http://marketagem.com.br/blog/ferramentas-de-seo/?utm_source=blog&utm_medium=post&utm_campaign=29-08-2017

Do ? em diante temos parâmetros que passam para o Google Analytics como o acesso deve ser interpretado.

Nesse caso temos:

  • source (origem) = blog
  • medium (mídia) = post
  • campaign (campanha) = 29-08-2017

Se você quer que o tráfego gerado através da origem blog seja interpretado pelo GA de forma isolada, você precisará informar isso para a ferramenta através da personalização de canais.

Para criar URLs com parâmetros, basta utilizar a ferramenta criador de URLs para campanhas do próprio Google.

Conclusão

O Google Analytics possibilita a mensuração de praticamente tudo!

Mas lembre-se, é uma ferramenta e precisa sem bem configurada com objetivos claros (metas), lembretes (com regras bem elaboradas), canais (de acordo com o que trabalha para gerar tráfego e conversão) e muito mais.

Achou o conteúdo interessante? Deixe aqui nos comentários outros pontos que gostaria de saber sobre no Google Analytics.

Sobre o Autor

Formado em Publicidade e com MBA em Gestão de Projeto. Possui sólida experiência em Marketing Digital e é especialista em SEO. Além disso é co-fundador da Search Lab e fundador do Marketagem.

Deixe um comentário 0 comentários