Tel: (21) 3620-8232

Qual a diferença entre Google Adwords e Facebook Ads?

diferença entre google adwords e facebook ads

Embora pareça uma realidade distante para muitos, o mundo já existiu sem a presença de nossa querida internet.

Sim, as pessoas passavam vergonha antes da internet, davam risadas, tinham amizades, conseguiam comer sem tirar fotos dos pratos e, claro, consumiam.

Para estimular esse consumo e conquistar o público-alvo, uma das principais ferramentas a disposição das empresas eram os anúncios publicados nas mídias tradicionais, como a televisão, o rádio, revistas e jornais.

Quando a web começa a se popularizar, abre-se um novo mundo para as ações de marketing, que inicialmente passa a reproduzir a realidade do mundo físico através do surgimento dos Ads, os anúncios online.

O poder do Google e do Facebook

Diferentes formas para a publicação desses anúncios foram empregadas ao longo do anos, e além de servirem como forma para atração de novos clientes para anunciantes, resolviam uma questão importante para a web: a monetização de sites.

Hoje há poucas dúvidas de que Google e Facebook sejam duas das maiores e mais influentes organizações existentes no mundo.

Nos segundos em que lê está frase milhares, talvez milhões, de pessoas acessam alguma plataforma ou tecnologia pertencentes a uma delas.

Para ficar mais claro o tamanho desses verdadeiros titãs:

  • O Google possui a ferramenta de busca mais poderosa e utilizada do mundo, estando constantemente na lista de sites mais acessados ao ponto de já ter batido a marca de 180 bilhões de pesquisas realizadas em um mês.
  • O Facebook é a rede social mais popular do mundo com a marca de 1,6 bilhões de usuários espalhados por todo o globo e além de seu produto principal ainda é dono de outras plataformas populares como o Whatsapp e Instagram.

Pensando em marketing, utilizar as plataformas de ads de ambas significa alcançar praticamente todos os usuários de internet do mundo!

Além do alcance incomparável a qualquer solução semelhante existente, Google Adwords e Facebook Ads ainda se destacam por conta dos recursos existentes e dos resultados que são capazes de produzir.

Acredite, para seus futuros clientes, estágios ou emprego esse último ponto é o que importa.

Mas se nesse exato segundo você está aí olhando para a sua tela e pensando “Ah que o Face o Google eram gigantes eu já saiba, mas qual a diferença entre Google Adwords e Facebook Ads? Existe alguma? Qual eu devo usar? já vamos acalmar suas inquietações.

Primeiro ponto: embora partam de um conceito em comum as ferramentas são diferentes em seu funcionamento.

Segundo ponto: Você não necessariamente precisa escolher entre uma ou outra, pelo contrário, o ideal, quando o orçamento permitir, é utilizar ambas.

Mas, se por um acaso você se deparar com a situação de escolher entre uma ou outra, nós te damos uma mão e explicamos abaixo os principais pontos e diferenças entre Google Adwords e Facebook Ads. Respira e vai fundo!

Por dentro do Google Adwords

Vamos começar falando sobre o Google Adwords por um simples respeito aos mais velhos. :-p

A ferramenta completará 17 anos de sucesso, tendo sido lançada ainda nos anos 2000 com apenas 350 anunciantes.

De lá para cá o Google virou sinônimo de “pesquisa na internet” e seus anúncios de “busca paga” ou “links patrocinados”.

Lembrando que outras plataformas, como o Bing (sim, ele é utilizado e pode gerar muito resultado), também possuam serviços similares.

A grande diferença do Adwords para seus concorrentes é o seu alcance extraordinário.

Fique com isso na cabeça.

Por segundo,  são realizadas cerca de 40.000 pesquisas no Google. 

Por mês, 180 bilhões, sendo que dessas 2.6 bilhões exibem anúncios, ou seja, o potencial de alcance chega a 90% de todos os usuários da web!

Sabe quando um anúncio em uma mídia tradicional conseguiria ter esse mesmo alcance sem que houvesse a necessidade de investir somas bilionárias? Nunca.

Mas não basta ser acessado por quase todas as criaturas do planeta, o Google é também conhecido pelo amplo desenvolvimento de suas tecnologias e promete estar na linha de frente das novas soluções integradas a vida humana que irão surgir no futuro.

Tudo bem, todo mundo ama Google, mas como funciona o Adwords?

Imagine que você visualiza um anúncio de texto enquanto navega pela web, se interessa pelo mesmo, clica e é redirecionado a um site ou páginas específicas de um negócio.

Esse é o conceito, de forma simplificada, por trás do Google Adwords.

No momento de criação do anúncio, são selecionadas algumas palavras-chaves relacionadas, assim com um valor de lance referente às mesmas.

Quando um usuário faz uma busca utilizando alguma das palavras-chave definidas, o anúncio aparecerá em posições privilegiadas dos resultados de busca.

Uma das grandes vantagens do uso do Google Adwords em suas estratégias de marketing digital está no fato de que o anunciante paga apenas por cliques efetivos em seu anúncio.

Esse modelo de pagamento se chama pay- per-click (PPC) e no Brasil recebeu o nome de Custo por Clique (CPC).

Como você já deve ter imaginado, são milhões de anunciantes no mundo e para definir quais aparecerão em cada busca realizada alguns fatores são analisados.

O valor de lance, que pode ser definido como o quanto está disposto a pagar por clique em seu anúncio, exerce influência sobre esse aspecto, mas não é o mais decisivo.

“Como assim? Quem paga mais não leva sempre?” Não.

Isso ocorre porque a primeira preocupação da empresa é fornecer uma experiência memorável a seu público, o que no caso das ferramentas de busca pode ser definido como o retorno de resultados relevantes à pesquisa realizada.

Na prática isso quer dizer que nem sempre os anúncios com maior valor de lance levam vantagens sobre os demais, sendo plenamente possível compensar esse fator através de um anúncio bem preparado e planejado em todos seus detalhes.

Além dos resultados que aparecem nas pesquisas também é possível anunciar através da Rede de Display, que são propagandas exibidas em site que participam do programa de afiliados do Google.

Quando você entra em um blog sobre esportes, por exemplo, e ao lado aparece um banner anunciando uma loja virtual de equipamentos esportivos significa que foi atingido por um anúncio da Rede de Display.

Quando se escolhe essa opção de anúncio, o Google irá definir em quais sites o mesmo será exibido considerando o segmento de atuação, como no exemplo que colocamos acima!

Tanto dessa forma como quanto na Rede de Pesquisa, seu anúncio irá aparecer no momento em que uma pessoa estiver buscando ou lendo informações relacionadas ao seu negócio, ou seja, atinge o alvo no momento certo!

Esse fator será um dos principais quanto às diferenças entre Google Adwords e Facebook Ads, mas antes de se aprofundar, vamos conhecer um pouco mais sobre esse último.

Por dentro do Facebook Ads

A rede social de Mark Zuckerberg é a maior de seu segmento e contrariando as previsões que apontavam para sua decadência vem se fortalecendo e expandindo sua área de atuação, ao ponto de para muitos usuários a mesma ser sinônimo de internet (no Brasil esse número chega  a 55%, segundo pesquisa da Fundação Mozilla).

Esse domínio pode vir a ser ampliado em um futuro breve.

Com o aprimoramento de sua ferramenta de busca e se valendo da imensurável quantidade de conteúdo publicado por seus usuários diariamente, há quem aponte que o Facebook logo começara a “roubar” usuários do Google com maior intensidade.

Mas isso é assunto para outro artigo, quem sabe…

Por hora o que é importante para você saber que o Facebook Ads é a ferramenta de anúncios em plataformas de redes sociais que alcança o maior número de pessoas e que gera um maior retorno para os anunciantes.

Beleza, todo mundo também ama o Facebook, mas como funcionam os Ads?

Através do Facebook Ads é possível criar um anúncio de com texto e foto que leve um usuário a uma fanpage de uma empresa ou para um link externo.

O grande poder da ferramenta está em sua ampla capacidade de segmentação.

Seu anúncio irá chegar ao público com as características que você definir, como idade, gênero, localização, profissão e até mesmo interesses diversos.

Todas essas possibilidades ocorrem graças aos próprios usuários que fornecem esse tipo de informação tanto quando preenchem seus perfis, com quando interagem com páginas e posts.

E melhor: caso a empresa para qual esteja fornecendo serviços de marketing digital já possua uma base de dados de seus clientes ativos, é possível realizar o upload da mesma. Através do recurso “audiências customizadas”.

A segmentação permite que um anúncio atinja de forma certeira o público-alvo de um negócio, aumentando as chances de sucesso da estratégia.

Outro aspecto que contribui para que o Facebook Ads seja uma ferramenta de resultados é a possibilidade de utilização de imagens e vídeos, o que garantem que os anúncios sejam integrados aos feeds de notícias de forma quase orgânica, aumentando seu poder de persuasão.

Assim como no caso do Google Adwords, o Ads da rede social permite o pagamento por clique (CPC), mas oferece aos usuários a opção de pagamento por visualização, realizado a cada vez que o mesmo surge para mil pessoas, independente de ocorrer qualquer interação e conhecido como custo por mil (CPM).

E para fechar o básico sobre o Facebook Ads, é importante saber que nele existem alguns tipos de campanhas / objetivos disponíveis. São elas:

modelos de campanha

Campanhas para reconhecimento

O objetivo de reconhecimento da marca é uma forma que os anunciantes têm de exibir anúncios às pessoas mais propensas a prestar atenção neles.

Analisando centenas de campanhas de marcas, o Facebook descobriu que quanto maior for o tempo que uma pessoa visualizar um anúncio, maior será a probabilidade de se lembrar do que viu.

Dificilmente esse tipo de objetivo é ligado a conversão.

Campanhas focadas na consideração

Diferente do reconhecimento, o objetivo de consideração já engloba alguns elementos mais voltados para o relacionamento e a conversão.

Dentro deste objetivo, estão os formatos:

  • Geração de tráfego;
  • Geração de leads;
  • Envolvimento;
  • Visualização de vídeos.

 Campanhas focadas em conversão

Como o próprio nome diz, esse objetivo é focado na conversão, ou seja, na venda ou na ação equivalente.

Dentro deste objetivo, estão os formatos:

  • Conversão;
  • Venda do catálogo de produtos;
  • Visitas ao estabelecimento.

Agora que já entendemos um pouco mais de cada um deles, vamos à parte final de nosso artigo…

Beleza! Entendi cada uma das ferramentas, mas qual a diferença entre elas?

Nesse momento esperamos que você já tenha traçado algumas das diferenças entre Google Adwords e Facebook Ads .

A mais importante delas se refere à forma como é definido quando o anúncio será mostrado para o público, o que irá definir como esse o enxerga e interage, por isso fica ligado na informação abaixo:

O Google é um ambiente de pesquisa. Quando digitamos em seu campo de busca o nome ou tipo de um produto, geralmente o fazemos já com nosso processo de decisão de compra avançado.

É simples. No meu dia a dia eu não preciso de informações sobre filtros de piscina, por exemplo, a não ser, claro, quando precise comprar um, ou seja, já sei das minhas necessidades.

Isso significa que caso faça a pesquisa e surja em minha frente um anúncio com condições atrativas para mim, há grandes chances que eu clique e faça a compra do item.

Já no ambiente do Facebook, como dissemos acima, estarei mais propício a interagir e me entreter do que comprar algo, o que não impede que seja apresentado a uma empresa, produto ou serviço que no futuro poderei necessitar.

Enquanto o Google Adwords é mais adequado para os objetivos voltados ao aumento de conversões, o Facebook Ads se volta para o fortalecimento da marca e do relacionamento com clientes (e até vendas dependendo do caso).

Se você pretende trabalhar com marketing digital é fundamental conhecer profundamente ambas as ferramentas e assim extrair todo potencial das mesmas para alavancar os resultados de seus clientes e se destacar no mercado.

Conclusão

Mesmo com o ascensão do marketing de conteúdo nos últimos anos, os anúncios pagos ainda possuem grande relevância nas estratégias de marketing digital e contribuem para acelerar a conquista de resultados.

Procuramos apresentar de forma resumida a vocês um pouco do Google Adwords e do Facebook Ads, principais meios de anúncio na web por seus grandes alcances e possibilidades de configuração.

Enquanto um atua fortemente na conversão, o outro fortalece a marca, valendo procurar estudar e compreender cada um deles em seus detalhes e assim tirar o melhor proveito para seus clientes e, claro, sua carreira.

Ficou com dúvidas ou possui sugestões? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

DESEJA APRENDER MARKETING DIGITAL GRATUITAMENTE?

Assine nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo em seu e-mail.

Receba nossas postagens por e-mail

Fechar Menu
Olá visitante. Queremos conhecê-lo antes de continuar a navegação.
Será bem rápido.
Nos diga seu nome e e-mail para que assim possamos estreitar cada vez mais nossa relação :)
Você receberá um e-mail com um pesquisa rápida e a partir de agora receberá todos os post do blog por e-mail.
Muito obrigado!
Fechar